Ano 2016 - Volume 38, Número 3


Título
Tumor de células de sertoli e seminoma difuso em cão com criptorquidismo bilateral - Relato de caso, 38(3):217-221
Autores

Resumo
RESUMO. Henrique F.V., Lordão F.N.F., Pessoa M. de A. & Carneiro R. dos S. [Sertoli cell tumor and diffuse seminoma in dog with bilateral cryptorchidism - Case report.] Tumor de células de sertoli e seminoma difuso em cão com criptorquidismo bilateral - Relato de caso. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(3):217-221, 2016. Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Patos, Rua Dr. José Genuíno, 361, apt. 303, Centro, Patos, Paraíba, Brasil. E-mail: nandinhavh@gmail.com

O seminoma e o tumor de células de sertoli acometem comumente cães idosos e apresentam baixa malignidade, apresentando uma alta incidência nos animais com testículos ectópicos podendo coexistir em um mesmo indivíduo. Este relato descreve o atendimento de um cão, macho, sem raça definida, de nove anos de idade, criptorquídico bilateral, que apresentou massa abdominal, suspeitando-se de neoplasia testicular. Ultrassonografia abdominal demonstrou testículo esquerdo aumentado e bastante vascularizado. Realizou-se orquiectomia bilateral. Os testículos foram encaminhados para avaliação histopatológica. O exame microscópico do testículo direito revelou uma proliferação neoplásica difusa de células germinativas, sendo diagnosticado seminoma difuso. O testículo esquerdo apresentou uma proliferação neoplásica formando ilhas celulares delineadas por marcante componente fibroso caracterizado como tumor de células de sertoli. O animal foi reavaliado novamente após dois meses da cirurgia apresentando-se totalmente recuperado. Neoplasias testiculares são comuns na espécie canina, sendo a orquiectomia bilateral a terapêutica de eleição.
Download / Visualização