Ano 2016 - Volume 38, Número 1002


Título
Eficiência de dois protocolos de IATF em vacas leiteiras mestiças em diferentes estações do ano, 38(Supl.2):169-174, 2016
Autores

Resumo
RESUMO. Silenciato L.N., Mello M.R.B., Andrade R.B., Daflon Júnior F.C., Rodrigues Neto J.B., Cavalcante M.C. & Palhano H.B. [Efficiency of two FTAI protocols in crossbred dairy cows during different seasons.] Eficiência de dois protocolos de IATF em vacas leiteiras mestiças em diferentes estações do ano. Revista Brasileira de Medicina Veterinária. 38(Supl.2):169-174, 2016. Departamento de Reprodução e Avaliação Animal, Instituto de Zootecnia. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rodovia BR 465, Km 7, Seropédica, RJ 23890-000, Brasil. E-mail: larasilenciato@hotmail.com

Este estudo avaliou as taxas de concepção e de prenhez de vacas leiteiras mestiças submetidas a dois protocolos de IATF em diferentes estações do ano. Foram utilizadas noventa e cinco vacas multíparas alocadas em dois tratamentos: Grupo I - GnRH + dispositivo intravaginal de P4 no D0; prostaglandina e retirada do dispositivo no D8; GnRH + IATF no D10 e Grupo II no qual o protocolo empregado foi semelhante ao GI mas sem a presença do dispositivo de P4. Os grupos foram avaliados na estação chuvosa (outubro a abril) e seca (maio a setembro). As taxas de concepção (TC) e de prenhez (TP) dos grupos I e II durante estação chuvosa foram, respectivamente, 40% e 68% (Grupo I) e 8% e 16% (Grupo II), havendo diferença (p<0,05) entre os grupos avaliados. Os valores de TC e TP para os grupos I e II, no período seco, foram de 28% e 44% (Grupo I) e 10% e 20% (Grupo II), respectivamente, não sendo observada diferença (p>0,05). Quando comparadas as taxas de concepção e de prenhez entre a estação chuvosa e seca dentro de cada grupo, não foi observada diferença estatística. Conclui-se que a estação do ano não afetou a eficiência dos protocolos de IATF e que a inclusão da progesterona ao protocolo melhorou as taxas de concepção e de prenhez durante a estação chuvosa.
Download / Visualização