Ano 2016 - Volume 38, Número 1002


Título
Linfoma de células T multicêntrico e ocular em equino, 38(Supl.2):147-151, 2016
Autores

Resumo
RESUMO. Oliveira M.C., Faleiro R.D., Santos C.C.A., Oliveira G.F., Daoualibi Y., Sonne L., Brito M.F. & Ubiali D.G. [Ocular and multicentric T-cell lymphoma in horse.] Linfoma de células T multicêntrico e ocular em equino. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(Supl.2):147-151, 2016. Setor de Anatomia Patológica, Departamento Epidemiologia e Saúde Pública, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, BR 465 Km 7, Seropédica, RJ 23890-000, Brasil. E-mail: danielubiali@hotmail.com

Descreve-se linfoma em um equino com emagrecimento, relutância em se movimentar devido à perda da acuidade visual em ambos os olhos, aumento de volume do olho direito e marcada dispneia. No exame oftalmológico revelou-se ausência de resposta no reflexo de ameaça, teste de objetos e no reflexo direto e consensual de ambos os olhos. O exame com lupa de pala e transiluminador de Finoff revelou buftalmia, hifema, flare aquoso, neovascularização da córnea e sinéquias posteriores com abaulamento irregular da íris no olho direito e flare aquoso, sinéquias anterior central e catarata madura no olho esquerdo. Verificou-se a integridade da córnea em ambos os olhos no teste de fluoresceína. Amostra de urina submetida à PCR para Leptospira sp. resultou negativa. A eutanásia foi realizada após tentativas mal sucedidas de tratamento. À necropsia havia uma massa no globo ocular direito, na superfície pleural do diafragma e no mesentério. Nódulos multifocais a coalescentes, esbranquiçados, entre 1 e 4cm de diâmetro, ocupavam cerca de 80% dos pulmões, principalmente nas regiões ventrais. A morfologia das massas foi compatível com linfoma. O imunofenótipo T foi detectado através da positividade do anticorpo anti-CD3.
Download / Visualização