Ano 2016 - Volume 38, Número 1002


Título
Formas atípicas e aspectos clínico-epidemiológicos do tumor venéreo transmissível canino no Brasil, 38(Supl.2):101-107, 2016
Autores

Resumo
RESUMO. Peixoto P.V., Teixeira R.S., Mascarenhas M.B., França T.N., Azevedo S.C.S., Reinacher M., Costa T.S. & Ramadinha R.R. [Atypical forms and clinic-epidemiological aspects of canine transmissible venereal tumor in Brazil.] Formas atípicas e aspectos clínico-epidemiológicos do tumor venéreo transmissível canino no Brasil. Revista Brasileira de Medicina Veterinária 38(Supl.2):101-107, 2016. Departamento Nutrição Animal e Pastagem, Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, BR-465 Km 7, Seropédica, RJ 23851-970, Brasil. E-mail: pfpeixoto19@gmail.com

De um total de 203 cães, de ambos os sexos, afetados pelo tumor venéreo transmissível (TVT), 117 (57,64%) só apresentavam a forma genital, enquanto 39 (19,21%) evidenciaram lesões genitais e também em outras localizações. Os 47 (23,15%) cães restantes tinham apenas neoplasias fora do trato genital. Nos casos em que havia lesões exclusivamente extragenitais, verificaram-se TVT(s) nas mucosas oral (18 casos), intra-nasal (13 casos) e anal (6 casos). Ressaltamos ainda a ocorrência de sete casos em globo ocular, sendo um em córnea, dois em pálpebras, um em terceira pálpebra, um em conjuntiva unilateral, um em conjuntiva bilateral e um dentro do globo ocular. Alguns casos foram considerados muito atípicos, entre eles os de animais com os tumores localizados nas conjuntivas - de forma bilateral e simétrica -, na câmara anterior e posterior do olho, no conduto auditivo externo ou ainda envolvendo a extremidade do membro torácico. Adicionalmente discutem-se os aspectos clínico-epidemiológicos e as possíveis vias de transmissão do TVT.
Download / Visualização