Ano 2016 - Volume 38, Número 1002


Título
Efeito do tempo e da temperatura de armazenamento na determinação de parâmetros bioquímicos séricos e plasmáticos de equinos Quarto de Milha, 38(Supl.2):11-16, 2016
Autores

Resumo
RESUMO. Oliveira A.F.X., Raimundo J.M., Pires M.S., Amaro G.M., Guimarães A., Silva A.T., Botelho C.F.M., Machado C.H., Almeida F.Q. & Baldani C.D. [Effect of storage time and temperature in the determination of serum and plasma biochemical parameters of Quarter horses.] Efeito do tempo e da temperatura de armazenamento na determinação de parâmetros bioquímicos séricos e plasmáticos de equinos Quarto de Milha. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(Supl.2):11-16, 2016. Departamento de Medicina e Cirurgia Veterinária, Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro, BR 465, KM 47, Seropédica, RJ 23890-000, Brasil. E-mail: crisbaldani@gmail.com

Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência do tempo e da temperatura no armazenamento de soro e plasma na determinação de valores bioquímicos em equinos. Foram utilizados 10 equinos clinicamente sadios da raça Quarto de Milha, sendo as análises realizadas imediatamente após a obtenção da amostra (Tempo zero) e após 24 horas, 48 horas, 7, 15, 30, 60 e 90 dias. As amostras foram avaliadas à temperatura ambiente (16,6 a 29,6°C), de refrigeração (4ºC) e de congelamento (-20ºC). Os parâmetros bioquímicos avaliados foram ureia, creatinina, creatinaquinase (CK), aspartato aminotransferase (AST), fosfatase alcalina (FAL), glicose, lactato, proteínas totais (PT) e albumina. Todos os parâmetros foram estáveis à temperatura ambiente por 24 horas e à temperatura de refrigeração, não se observando diferenças significativas (p>0,05) até o 30◦ dia de análise, com execção da albumina que apresentou instabilidade a partir do 15◦ dia. Nas amostras congeladas a -20ºC, verificou-se instabilidade da albumina e AST nas análises de 15 e 90 dias (p<0,05), respectivamente, permanecendo os demais analitos sem alterações significativas por 90 dias. Os resultados demonstraram uma estabilidade considerável dos parâmetros bioquímico-séricos ou plasmáticos analisados, garantindo ao médico veterinário maior autonomia e adequação no envio das amostras ao laboratório clínico.
Download / Visualização