Ano 2016 - Volume 38, Número 1002


Título
Estudo comparativo das intoxicações por Brachiaria spp. e Pythomyces chartarum em bovinos, 38(Supl.2):1-10, 2016
Autores

Resumo
RESUMO. Seixas J.N., Pinto C.A., Rodrigues A., Tokarnia C.H., França T.N., Graça F.A.S., d´Avila M.S. & Peixoto P.V. [Comparative study between Brachiaria spp. and Pithomyces chartarum poisoning in cattle.] Estudo comparativo das intoxicações por Brachiaria spp. e Pythomyces chartarum em bovinos. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(Supl.2):1-10, 2016. Setor de Patologia Veterinária, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG 37200-000, Brasil. E-mail: josiseixas@dsa.ufla.br

Numerosos surtos de fotossensibilização (FTS) em pastos de Brachiaria spp. ocorrem no Brasil e resultam em perdas econômicas preocupantes, em especial devido às vastas áreas cultivadas dessas gramíneas no país. Apesar de comprovada relação entre a presença das saponinas e a ocorrência da FTS, alguns autores ainda atribuem como causa a intoxicação por esporidesmina, um metabólito do fungo Pithomyces chartarum, que produz prejuízos elevados em outros países. Este trabalho tem por objetivo principal evidenciar as alterações clínicopatológicas de casos de fotossensibilização causados por saponinas e pela esporidesmina, através da coleta de dados da literatura e confronto com observações próprias. Foram estudados casos diversos provenientes de bovinos do Brasil, mantidos em pastagens de Brachiaria e de Açores, Portugal, onde não há áreas cultivadas de quaisquer espécies de braquiária. Os sintomas são bastante semelhantes, exceto pela ocorrência frequente de cólica, diarreia e acentuada queda na produtividade, no início da pitomicotoxicose. Macroscopicamente, na intoxicação por Brachiaria spp. observa-se com frequência o fígado com uma coloração amarelo-alaranjada intensa, enquanto que pitomicotoxicose predominam lesões hepáticas crônicas proliferativas. À microscopia, a presença de células com citoplasma espumoso (“foam cells”) e de cristais birrefringentes são lesões indicativas de intoxicação por Brachiaria spp. e as lesões de fibrose e hiperplasia biliar correspondem às lesões mais importantes na intoxicação por esporidesmina.
Download / Visualização