Ano 2016 - Volume 38, Número 1001


Título
Braçadeira de náilon como método hemostático alternativo em comparação com o fio de náilon cirúrgico na ovariosalpingohisterectomia de cadelas, 38(Supl.1):173-179
Autores

Resumo
RESUMO. da Silva W.M., Guimarães J.E., Martins Filho E.F., Ribeiro Filho C.H.A., Bastos B.L., Resende L.S., Ferreira A.R. de A., Quesada A.M. & Costa Neto J.M. [Nylon clamp as an alternative hemostatic method compared to surgical nylon suture in bitches ovariosalpingohisterectomy.] Braçadeira de náilon como método hemostático alternativo em comparação com o fio de náilon cirúrgico na ovariosalpingohisterectomia de cadelas. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(Supl.1):173-179, 2016. Programa de Pós-Graduação Ciência Animal nos Trópicos, Universidade Federal da Bahia, Av. Ademar de Barros, 500, Ondina, Salvador, BA 40170-110, Brasil. E-mail: jmcn@ufba.br

Com o objetivo de avaliar o emprego da braçadeira de náilon como método hemostático na ovariosalpingohisterectomia de cadelas em comparação ao método convencional de ligadura com fio de náilon cirúrgico, avaliou-se a segurança, praticidade, e o custo operacional, bem como a resposta inflamatória decorrente do uso destes diferentes materiais, através do leucograma e dosagem da proteína C-reativa, haptoglobina e ceruloplasmina. Foram utilizadas 14 cadelas hígidas em anestro, distribuídas em dois grupos experimentais de igual número: grupo braçadeira (GB) e grupo náilon (GN). A obliteração dos componentes vasculares do útero e ovários foi realizada no GB com uso de braçadeiras de náilon e no grupo GN com uso do fio de náilon cirúrgico. Para análise laboratorial, as amostras de sangue foram coletadas imediatamente antes do procedimento cirúrgico, logo após a cirurgia, e às 12, 24, 48, 96, 168 e 240 horas de observação pós-operatória. No trans-operatório, as braçadeiras mostraram-se de fácil e rápida aplicação, conferindo a constrição necessária à técnica hemostática. Comparando-a ao emprego de ligadura com fio de náilon cirúrgico, apresentaram vantagens relativas ao tempo cirúrgico e ao custo dos materiais. O processo inflamatório, mensurado por meio da análise das proteínas de fase aguda e do leucograma, mostrou comportamento semelhante nos dois grupos experimentais, sem alterações consistentes que inviabilizassem as técnicas utilizadas, não havendo diferença estatística significativa (p<0,05) nos parâmetros testados. Concluiu-se que as braçadeiras de náilon, são uma alternativa segura e viável para a hemostasia prévia na ovariosalpingohisterectomia de cadelas.
Download / Visualização