Ano 2016 - Volume 38, Número 1001


Título
Cistoadenocarcinoma biliar em felino - Relato de caso, 38(Supl.1):168-172
Autores

Resumo
RESUMO. Cunha V.A.F., Fernandes D.O., Bade P.L., Vieira-Filho C.H.C., Cunha V.A.F., Martins Filho E.F. & Estrela-Lima A. [Biliary cystadenocarcinoma in feline - Case report.] Cistoadenocarcinoma biliar em felino - Relato de caso. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(Supl.1):168-172, 2016. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal nos Trópicos, Universidade Federal da Bahia, Av. Adhemar de Barros, 500, Ondina, Salvador, BA 40170-110, Brasil. E-mail: alestrela@gmail.com

Neoplasias hepatobiliares primárias são consideradas raras em felinos, representando apenas 3,0% do total de neoplasias nesta espécie. O cistoadenocarcinoma biliar é uma neoplasia epitelial maligna, descrita em humanos, sendo considerado um tumor incomum. O presente estudo objetivou relatar um caso de cistoadenocarcinoma biliar em felino, racialmente indefinido, macho, com nove anos de idade, com histórico clínico de apatia, anorexia, emese e icterícia. Na necropsia, foram observados múltiplos nódulos brancacentos e de aspecto umbilicado em lobos hepáticos, distribuídos multifocalmente, associados a lesões semelhantes nos pulmões, linfonodos mesentéricos, omento e peritônio. O exame histopatológico dos nódulos hepáticos e das lesões nos demais órgãos relatados evidenciou proliferação neoplásica de crescimento infiltrativo, formada por ductos biliares dilatados com projeções papilares intraluminais, revestidas por células epiteliais pleomórficas. Com base nos achados macro e microscópicos foi firmado o diagnóstico de cistoadenocarcinoma biliar com metástases para linfonodo, pulmão, omento e peritônio.
Download / Visualização