Ano 2016 - Volume 38, Número 2


Título
Estudo morfológico do ceco de cutias (Dasyprocta prymnolopha) criadas em cativeiro, 38(2):181-186
Autores

Resumo
RESUMO. Bezerra D. de O., de Carvalho M.A.M., Conde Júnior A.M., Vieira A.A.R., Sousa R.P., Monteiro H.M.A., da Silva M.L. de G., Soares L.L.da S. & Neves C.A. [Morphological study of cecum from agouti (Dasyprocta prymnolopha) bred in captivity.] Estudo morfológico do ceco de cutias (Dasyprocta prymnolopha) criadas em cativeiro. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 38(2):181-186, 2016. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: mcelina@ufpi.edu.br

A morfologia do ceco de cutia (Rodentia: Dasyproctidae) foi descrita neste trabalho, utilizando-se três fêmeas, adultas, criadas no Núcleo de Estudos e Preservação de Animais Silvestres da Universidade Federal do Piauí, Teresina, Piauí, Brasil. O intestino grosso dos animais foi identificado, o ceco foi dissecado, realizada a análise anatômica e registros. Fragmentos do órgão foram coletados, processados, corados com Hematoxilina e Eosina e fotografados ao microscópio de luz. O ceco da cutia mostra-se bastante desenvolvido em relação ao porte do animal, sendo dividido em base, corpo e ápice. O corpo apresenta uma tênia longitudinal ventral e uma tênia longitudinal dorsal, formando assim, diversos haustros laterais, bem desenvolvidos. O ápice com fundo cego e sua extremidade arredondada. Microscopicamente foi evidenciado que, a parede do ceco da cutia apresenta quatro camadas histologicamente distintas: mucosa, submucosa, muscular e serosa. A mucosa apresenta-se lisa, sem pregas e revestida por tecido epitelial simples colunar com células caliciformes, formando glândulas simples tubulares retas, as criptas de Liberkühn. A submucosa, composta por tecido conjuntivo frouxo podendo ser observados nódulos linfáticos isolados. A camada muscular, formada por fibras musculares lisas dispostas em uma subcamada circular interna e outra longitudinal externa. A serosa mostra-se característica, tecido conjuntivo frouxo revestido por mesotélio. Pode-se concluir que o ceco da cutia, com base na sua morfologia, apresenta características de um ceco com funcionalidade da mesma maneira que, nos animais domésticos como equinos, suínos, lagomorfos e demais roedores.
Download / Visualização